Estrutura Organizacional

  • Secretaria de Promoção e Assistência Social

    Secretário: Leandro Teodoro Resende

    Telefones: 64 3637-1107

    Email: leandroresende_6@hotmail.com

    Endereço: Rua Adalto Fernandes n° 201, Centro

    Horário de Atendimento: Segunda a Sexta das 07h às 11h e das 13h às 17h

    • CRAS - Centro de Referência de Assistência Social

      Coordenador: Alexandre da Silva Vieira

      Telefones: 64 3637-1483

      Email: cras2019@outlook.com.br

      Endereço: Rua Eduardo Siqueira Qd. 01, Lt. 01, Dona Antônia

      Horário de Atendimento: Segunda a Sexta das 07h às 11h e das 13h às 17h

    • Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente

      Presidente: Marcos Clodoaldo Morais Garcia

      Telefones: 64 3637-1107

      Endereço: Rua Adalto Fernandes n° 201, Centro

      Horário de Atendimento: Segunda a Sexta das 08h às 11h e das 13h às 17h

    • Conselho Municipal de Assistência Social

      Presidente: Evandro Souza Cabral

      Telefones: 64 3637-1107

      Endereço: Rua Adalto Fernandes n° 201, Centro

      Horário de Atendimento: Segunda a Sexta das 08h às 11h e das 13h às 17h

    • Conselho Tutelar

      Presidente: Euripa Aparecida Barreto Morais

      Telefones: 64 3637-1502

      Email: leandroresende_6@hotmail.com

      Endereço: Coronel Belmiro Nogueira da Silva, n°56, Centro

      Horário de Atendimento: Segunda a Sexta das 08h às 11h e das 13h às 17h

Competências

Lei nº 259/2005 - Art. 32 - A Secretaria de Promoção e Assistência Social é o órgão incumbido de executar a politica assistencial do município, tendo como órgão de apoio os Conselhos instituídos por Lei especifica, ao qual competirá:


I - elaborar o plano de Ação Social do Município e submete-lo a aprovação do prefeito municipal;


II - promover o levanta da força de trabalho do município, incrementando e orientando o seu aproveitamento nos serviços e obras municipais, bem como em outras instituições publicas e particulares;


III - promover a realização de cursos  de preparação ou especialização de mão-de-obra necessária as atividades econômicas do Município;


IV - estimular a adoção de medidas que possam ampliar o mercado de trabalho local;


V - dar assistência aos menores abandonados, solicitando a colaboração dos órgãos e entidades estaduais e federais que cuidam especificamente do problema;


VI - pronunciar-se sobre as solicitações de entidades assistenciais do município, relativas as subvenções ou auxílios, controlando sua aplicação quando concedidos;


VII - estimular e orientar a formação de diferentes modalidades de organização comunitária para autuar no campo da promoção social;


VIII - dar assistência a criança, a gestante, ao deficiente e ao idoso;


IX - executar programas em conjunto com outros órgãos da Administração.